Secretaria da Educação realiza concurso literário em homenagem a Castro Alves

As escolas da rede estadual de ensino têm até o dia 30 de maio para aderir ao concurso ‘Festa literária na rede estadual de ensino: 169 anos de Castro Alves’, promovido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia. A adesão das escolas habilita os estudantes a participarem do concurso, que homenageia a vida e a obra de Castro Alves, conhecido como “poeta dos escravos” pelo clamor à liberdade. A adesão deve ser feita pelo Portal da Educação.

A iniciativa é aberta a todos os alunos dos ensinos Fundamental e Médio e equivalentes (Educação de Jovens e Adultos – EJA e Educação Profissional) regularmente matriculados, nos 27 Territórios de Identidade. Visa, a partir do programa Educar para Transformar, promover o protagonismo dos estudantes, fomentando a criatividade e a arte literária nas escolas.

“A ação é, também, uma forma de fazer uma releitura dessa arte nas percepções estudantis e manter viva a genialidade da obra de Castro Alves, poeta nascido no Recôncavo Baiano, tendo marcado a história de seu tempo com a sua poética que aborda do romantismo às questões de lutas pela abolição, passando por outros temas como liberdade e emancipação feminina”, pontua a coordenadora dos Projetos Intersetoriais da Secretaria da Educação do Estado, Nide Nobre.

A proposta é que os estudantes apresentem criações de arte literária em gêneros distintos (poesia, prosa, carta e cordel), contemplando a poética de Castro Alves e a diversidade literária e cultural baianas. “Após a adesão, os professores em cada escola passam a ter um papel fundamental, pois serão responsáveis por estimular e supervisionar os estudantes no desenvolvimento das criações literárias com o objetivo de concorrer no concurso”, ressalta Nide Nobre.

Cronograma – De acordo com a portaria n° 5279/2016, publicada no Diário Oficial do Estado, o prazo para que as obras de arte literária dos estudantes sejam enviadas será entre os dia 1º e 5 de agosto. Ainda de acordo com o cronograma, a seleção das 20 criações – cinco de cada gênero literário – se dará entre os dias 17 e 18 de agosto de 2016. Conforme o regulamento, os critérios de seleção são: exclusividade, originalidade, criatividade, clareza textual, pertinência à temática e atitude estética. Os resultados serão divulgados no dia 30 de agosto. As apresentações e premiações irão acontecer no Sarau Literomusical, dentro da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), em Cachoeira, entre setembro e outubro deste ano.

Universidade Para Todos abre inscrições nesta terça (17)

DSC_0514

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia abre, nesta terça-feira e prossegue até o dia 24 de maio, as inscrições para o curso Universidade Para Todos, exclusivamente, no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br/universidadeparatodos. Estão sendo ofertas 12.825 vagas. As aulas preparatórias para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com aulas de Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), História e Geografia, são realizadas em Salvador e mais 177 localidades do Estado da Bahia, em 27 Territórios de Identidade.

“O Programa Universidade Para Todos é mais uma oportunidade para os estudantes egressos da rede pública de ensino e para os estudantes do 3º ano do Ensino Médio ou do 4º ano da Educação Profissional se prepararem para ingressar no ensino superior, o que contribui para a democratização da educação na Bahia”, afirma a coordenadora do projeto, Patrícia Machado.

Podem participar estudantes regularmente matriculados, em 2016, no 3º ano do Ensino Médio regular seriado ou no 4º ano da Educação Profissional integrado ao Ensino Médio da rede pública estadual e/ou municipal do Estado da Bahia. Também estão aptos a se inscrever os alunos que tenham cursado o Ensino Fundamental II (5ª à 8ª séries / atual 6º ao 9º anos) ou modalidades correspondentes e 1ª e 2ª séries do Ensino Médio regular em escolas públicas municipais e/ou estaduais no Estado. Também podem se inscrever, egressos da rede pública de ensino estadual e/ou municipal do Estado da Bahia, ou seja, que tenham os Ensinos Fundamental II e o Médio, regular seriado ou modalidades correspondentes, cursados em escolas públicas municipais e/ou estaduais no Estado.

Matrícula – A matrícula dos selecionados no projeto Universidade Para Todos será realizada entre os dias 6 a 10 de junho e as aulas começam no dia 6 de junho. Mais informações estão à disposição no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)

Universidade para Todos  – O projeto é desenvolvido em parceria com as universidade estaduais (Uneb, Uefs, Uesb e Uesc). O projeto oferece aulas regulares de segunda a sexta-feira, além de atividades complementares como seminários, oficinas, revisão para o Enem, aulões, simulados e orientação vocacional. O curso oferece, ainda, material didático, fardamento e isenção da taxa de inscrição em processo seletivo das universidades estaduais aos alunos que apresentarem frequência igual ou superior a 75% das aulas ministradas.

Fotos: Geraldo Carvalho

Artigo: Para garantir o direito de aprender

secretario-osvaldo-barreto

Para envolver e mobilizar estudantes, as famílias, os professores e a sociedade no fortalecimento da escola pública estadual, o Governo da Bahia, por meio da Secretaria da Educação do Estado, vem implementando programas e projetos para melhorar a qualidade da escola pública, diversificando o currículo escolar com práticas formativas e educativas. Mais do que isso, torna a educação pública universal e, de maneira estratégica e articulada com o Governo Federal e municípios, avança em todas as etapas da Educação Básica, beneficiando crianças, jovens e adultos e garantindo a todos o direito de aprender.

Nesse sentido, é importante apontar alguns resultados concretos alcançados nestes últimos sete anos de gestão. No primeiro ciclo do ensino fundamental, o Estado une esforços com 416 municípios para garantir, com letramento, a alfabetização das crianças até os oito anos de idade, seja por meio da formação de professores, apoio técnico e pedagógico e ou fornecimento de 1, 5 milhão de livros, beneficiando mais de 500 mil crianças.

Aprendizagens prioritárias, como Língua Portuguesa e Matemática, recebem atenção especial com o Gestão da Aprendizagem Escolar (Gestar). O Ciência na Escola, as Feiras de Ciência e de Matemática e o Centro Juvenil de Ciência e Cultura vêm despertando o interesse dos estudantes para a  pesquisa, estimulando a criatividade, o aprendizado e a cidadania.

A partir da criação dos projetos de arte, ciência, cultura, esporte e patrimônio, a Secretaria promove o protagonismo estudantil, com iniciativas que diversificam os saberes nos currículos escolares e garantem o acesso ao conhecimento e à cultura. E, no Estado com maior população rural do país, a tecnologia utilizada pelo Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITec) assegura que os estudantes, que moram em áreas remotas da Bahia, estudem perto de casa e possam concluir o ensino médio.

Os jovens e trabalhadores, também, estão tendo novas oportunidades com a interiorização e ampliação da oferta da educação profissional, que tem mais de 82 mil matriculados e se consolida como a 2ª maior na oferta de cursos técnicos de nível médio entre as redes estaduais do país. Com o Todos pela Alfabetização (Topa), a Bahia está vencendo o analfabetismo, assegurando a inclusão educacional daqueles que não tiveram acesso à alfabetização na idade certa. Nesta perspectiva, políticas públicas foram implantadas com educação integral, educação do campo, indígena, especial, quilombola, e, também, para as relações étnico-raciais e de gênero.

Ações de formação e valorização profissional promovidas pelo Estado representaram conquistas significativas para a carreira do magistério tanto da educação básica como do ensino superior. Só para citar dois exemplos: 15 mil professores entraram na rede estadual por concurso público e/ou seleção Reda, incluindo professor indígena, e, agora, em 2016, mais de 22 mil professores recebem promoção na carreira. A valorização também passa pelo envolvimento e participação dos professores em todos os projetos estruturantes da Secretaria.

Investimentos na infraestrutura e construção de centenas de escolas, a maioria na zona rural, possibilitaram melhores condições de ensino e de aprendizagem aos estudantes. A Secretaria também implantou o Sistema de Gestão Escolar (SGE) para uma gestão integrada das escolas e mecanismos de controle social, como o Transparência na Escola, que permite ao cidadão acompanhar os recursos e gastos de cada escola.

Com o programa Educar para Transformar, o Estado forma uma rede de parcerias pela melhoria da qualidade da educação. A participação das famílias é estimulada e o protagonismo estudantil acontece com as eleições de 33 mil líderes de classe. As ações empreendidas resultam em uma escola pública mais fortalecida, democrática e participativa que tem, por princípio, garantir a todos o direito de aprender.

* Osvaldo Barreto – Secretário da Educação do Estado – Professor da Universidade Federal da Bahia

Estudantes da rede estadual receberão cartilha ‘OAB vai à Escola’

Projeto OAB vai a Escola 002

Os estudantes da rede estadual de ensino receberão a partir de junho a nova edição da cartilha do projeto ‘OAB vai à Escola’, que é realizado através da parceria da Ordem dos Advogados da Brasil (OAB), seção Bahia, com a Secretaria da Educação do Estado, dentro da proposta do programa Educar para Transformar. Com uma linguagem fácil e didática os estudantes terão acesso a informações importantes como noções de Direitos Humanos, Constituição Federal, Estatuto da Criança e Adolescente e, sobre temas diversos como intolerância religiosa, diversidade sexual, racismo e outros.

O ‘OAB vai à Escola’ é um projeto em que advogados visitam as escolas da rede estadual de forma voluntária para ministrarem palestras sobre temas como cidadania, direitos e deveres do cidadão, normas jurídicas, funcionamento dos três poderes e questões da atualidade relacionadas ao cotidiano das crianças e jovens. As cartilhas estão previstas para serem distribuídas gradativamente a partir do mês de junho nas visitas realizadas pelos advogados nas escolas da capital e interior do Estado.

Durante encontro com representantes da OAB, na sede da Secretaria da Educação do Estado, o secretário da Educação, Osvaldo Barreto, ressaltou que “este projeto da OAB em parceria com o Educar para Transformar é muito importante, pois tem contribuído muito no processo pedagógico das escolas e esta cartilha serve como um instrumento para os estudantes conhecerem melhor os seus direitos fundamentais”.

Eliasibe de Carvalho, que faz parte da Comissão de Direitos Humanos da OAB, seção Bahia, acredita que “através dos conteúdos da cartilha os estudantes vão passar a ter um conhecimento melhor da legislação do país e, a partir disso, poderão reivindicar seus direitos de forma ainda mais consciente”, destaca.

Segundo a articuladora do projeto ‘OAB vai à Escola’, da Secretaria da Educação do Estado, Ana Elizabeth Gomes, o projeto também visa o protagonismo juvenil. “Nos encontros também são abordados temas essenciais como o Estatuto da Juventude onde levamos os estudantes a discussões sobre políticas publicas e redução da maioridade penal, chamando a atenção do papel deles na escola e na sociedade”, explica Ana Elizabeth Gomes.

“Sinto-me muito gratificado em poder trocar experiências com os estudantes porque passarmos um pouco do nosso conhecimento e também aprendemos muito com os jovens, pois, trazem um pouco do dia a dia deles e de suas famílias. São momentos de muito aprendizado e esta cartilha deve ser usada constantemente por cada estudante”, conclui o representante do Grupo de Trabalho do Direito à Educação da OAB, Genivaldo Silva das Neves.

Escolas estaduais auxiliam inscrições e intensificam preparação para o Enem

120913CG151

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começaram, nesta segunda-feira (09), e os estudantes que estão concluindo o ensino médio não escondem a expectativa pela realização da prova, que apesar de ser realizada em novembro, é considerada decisiva para quem quer ingressar nas universidades. Nas escolas estaduais, muito estudantes estão aproveitando os laboratórios de informática para fazer a inscrição e também acessar os quase 4 mil conteúdos preparatórios para o Enem, inclusive vídeoaulas, que são disponibilizados pela Secretaria da Educação do Estado, no Portal da Educação (educação.ba.gov.br).

No Co­légio Es­ta­dual Mestre Paulo dos Anjos, lo­ca­li­zado no Bairro da Paz, o dia foi de ansiedade para os estudantes, que contam com o apoio da gestão escolar no processo de inscrição. “O serviço que disponibilizamos visa facilitar a vida do estudante que tem alguma dificuldade de acesso à internet. No ano passado, fizemos mais de 70 inscrições e, este ano, este número deverá dobrar porque notamos um aumento gradativo do interesse dos nossos alunos pelo Enem”, afirma a diretora Elísia Mélia Silva Santos.

Cursando o 3º ano, Elane Carneiro, 18 anos, sonha em estudar Pedagogia ou Enfermagem e, para isso, vem se aprimorando nos estudos. “Fiz as provas do Enem, no ano passado, como experiência, mas este ano é pra valer. Pretendo deixar o emprego no salão de beleza para focar, a partir de agora, nos conteúdos do Exame através das aulas e do Portal da Educação”. O estudante Gabriel Ferreira, 17 anos, 2º ano, ainda não poderá concorrer oficialmente ao Enem por ainda não ter completado 18 anos e nem ter concluído o Ensino Médio no período da realização das provas do Exame. Mas quer passar pela experiência. “Quero testar o meu nível e sei que isso é importante para que, quando for para valer, eu faça as provas mais confiante”, declara.

Aulas – Para contribuir com a assimilação dos conteúdos, o colégio vai promover, além do tradicional simulado, entre agosto e setembro, aulas de reforço de Português e Matemática, às sextas-feiras, nos turnos matutino e vespertino. “É mais uma oportunidade de os alunos absorverem os conteúdos, sanando as suas dificuldades e incentivando-os a terem um bom êxito nas provas do Enem. Associadas às aulas, vamos fazer uma apresentação das profissões para que eles adquiram melhor poder de escolha do seu futuro profissional”, revela a professora Núbia Meira.

As professoras de química e física, respectivamente, Marilene Sharma e Marlene Alves, consideram que os estudantes estão mais atentos sobre a importância do Enem. “Observo que eles estão mais comprometidos e mais interessados em trabalhar os conteúdos do 3º ano focados para as provas do Exame”, destaca a docente Marilene. “No nosso dia a dia, intercalamos teoria e prática, dentro da realidade deles, através de conteúdos voltados para o Enem, focados na interdisciplinaridade”, completa a professora Marlene.

Portal da Educação – Paralelamente às ações desenvolvidas nas escolas, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia disponibiliza, em seu portal (www.educacao.ba.gov.br), mais de 3,7 mil conteúdos digitais por meio do Ambiente Educacional Web, organizado por disciplinas, áreas de conhecimento, temas transversais, tipo de mídia, acessibilidade e sites temáticos sobre o Enem, além de videoaulas e jogos para uso em sala de aula ou como suporte nos estudos.

Inscrições Enem 2016 – O período de inscrição prossegue até às 23h59min (horário oficial de Brasília/DF) do dia 20 de maio. O Enem funciona como um mecanismo de acesso ao ensino superior, mas não é só isso. O exame possibilita ao estudante o acesso a universidades públicas federais e estaduais, por meio do Sisu; a bolsas de estudos integrais ou parciais em instituições privadas de educação superior por meio do ProUni; a bolsas de estudo com oportunidade de intercâmbio em universidades estrangeiras, através do Programa Ciência sem Fronteira; a cursos técnicos gratuitos, por meio do SisutTec/Pronatec, e à certificação do Ensino Médio para maiores de 18 anos que não tenham concluído esta etapa. O Ministério da Educação (MEC) tem a expectativa de que oito milhões de estudantes façam as provas deste ano, que serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro.

Matrícula na rede estadual acontece até quarta-feira

Início de matrícula da rede estadual de ensinoA matrícula continua até quarta-feira (27) para alunos novos que vão estudar nas 1369 escolas estaduais, dos 417 municípios da Bahia. Só para a Educação Profissional estão sendo ofertadas 44 mil novas vagas.

Os estudantes da rede estadual de ensino e os oriundos das redes municipais de Salvador e mais 30 cidades do interior, também podem fazer a matrícula pela internet, por meio do Sistema de Matrícula Online, da Secretaria da Educação do Estado. Basta acessar o Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br/matricula2016).
Dúvidas pelo 0800-2858000.

MATRÍCULA – Até 27 de janeiro

25 a 27 – Matrícula para estudantes novos
25 – Ensino Fundamental
26 e 27 – Ensino Médio e Educação Profissional
DOCUMENTOS: Histórico Escolar / original e cópia da Certidão de Nascimento, RG, CPF e comprovante de residência.

MATRÍCULA PELA INTERNET
– Para estudantes da rede estadual
– Para estudantes das redes municipais de 31 municípios
OBS: alunos oriundos das redes municipais de Salvador e Camaçari podem fazer a matrícula na escola municipal onde estudaram em 2015.

DESTAQUES
– Vagas para todos – Rede Estadual com capacidade instalada para atender a todos nas 1.369 escolas em todos os 417 municípios da Bahia
– 19.000 vagas para Educação Integral
– 44.253 novas vagas para Educação Profissional

Confira os municípios que participam da matrícula via internet.
Barro Preto, Barrocas, Camacan, Camaçari, Cândido Sales, Caraíbas, Catu, Coronel João Sá, Dias d’Ávila, Euclides da Cunha, Feira de Santana, Glória, Itabuna, Itapitanga, Jussari, Lamarão, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Nordestina, Paulo Afonso, Piripá, Queimadas, Retirolândia, Salvador, São Domingos, São José da Vitória, Simões Filho, Una, Uruçuca, Vera Cruz, Vitória da Conquista.

Dúvidas – 0800-2858000

Núcleos Regionais de Educação mobilizam educadores para a Jornada Pedagógica 2016

jornada-4

Diretores, gestores e coordenadores pedagógicos de Salvador e do interior do Estado estão mobilizados em torno das pré-Jornadas pedagógicas. Nesses encontros, onde participam todos os 27 Núcleos Regionais de Educação (NRE), os educadores alinham as ações que serão desenvolvidas durante a Jornada Pedagógica 2016, a ser realizada nos dias 1º, 2 e 3 de fevereiro, nas escolas da rede.

“Baseado nos relatos que obtemos dos NRE onde as pré-jornadas já aconteceram, a experiência tem sido muito positiva para os gestores porque eles se tornam mais seguros para a realização da Jornada Pedagógica”, destaca a diretora de Educação Básica da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Edileuza Neris.

As orientações contidas no Portal da Educação, afirmam os participantes das pré-jornadas, também têm contribuído para o planejamento da Jornada. “As orientações estão excelentes, simples, fáceis de realizar e, ao mesmo tempo, são muito importante pelo retorno que as escolas terão. A ideia da valorização e do reconhecimento das nossas práticas de trazer a família para a unidade é grandiosa”, considera a representante do NRE 13, Iracema Xavier.

A diretora do Centro Juvenil de Ciência e Cultura, de Barreiras, Laísa Brandão, que participou da pré-jornada, no município, afirma que o encontro de gestores para pensar o ano letivo é o primeiro passar para o sucesso das escolas. “Fico feliz com a iniciativa do NRE e com a presença de todos os colegas. O Centro Juvenil está de mãos dadas com o Núcleo Regional e com as unidades escolares para que a Jornada Pedagógica seja brilhante”.

O NRE de Serrinha realizou a pré-jornada que teve como tema ‘Encontro Diálogo 2016’. “O objetivo foi conhecer os novos gestores, apresentar as ações do núcleo, discutir e alinhar propostas para a jornada pedagógica e orientar todos para a prática pedagógica neste ano”, declarou o diretor do NRE 4, Carlos Carneiro.

Também já realizaram as suas pré-jornadas os NRE de Salvador, Jequié, Senhor do Bonfim, Amargosa, Teixeira de Freitas, Ipirá, Santo Antônio de Jesus e Bom Jesus da Lapa. Esta semana, o evento irá acontecer nas NRE de Itapetinga (25 e 26/1), Alagoinhas (26 e 27/1), Feira de Santana (27 e 28) e Jacobina (28/1).

Jornada Pedagógica 2016 – Este ano, a jornada terá como tema ‘Práticas que educam: responsabilidade de todos, compromisso da escola’, visando à valorização das práticas educativas exitosas das unidades escolares e o incentivo à leitura, a partir de ações específicas. Os professores e coordenadores pedagógicos serão orientados pelos novos diretores e vice-diretores eleitos, no ano passado.

Secretaria da Educação convoca professores da Educação Indígena e Profissional aprovados na seleção Reda

12557743_929964367074264_1911955147_o

A Secretaria da Educação do Estado convoca mais 31 professores para Educação Profissional e Educação Indígena aprovados no Processo Seletivo Simplificado pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Com esta convocação, o Estado já convocou 6.738 aprovados na seleção, sendo que 3.891 professores já assinaram o contrato. A ação faz parte do programa Educar para Transformar que visa melhorar a educação pública na Bahia.

A superintendente de Recursos Humanos da Secretaria da Educação do Estado, Ana Catapano informa que “os professores convocados tem um prazo de dez dias para assumir. Caso não o faça, abrirá precedente para a convocação de outros aprovados, de acordo com o número de vagas que foram disponibilizadas pela seleção”.

Segundo Catapano, os professores vão fazer parte do sistema integrado de recursos humanos do Estado, tendo vantagens como o pagamento previsto em tabela publicada pela Secretaria da Fazenda do Estado, ao plano de saúde Planserv e terão direito ao 13º salário e férias após um ano de trabalho.

>> Veja a relação dos convocados e mais informações abaixo:

Edital de Convocação – Professor Reda – Educação Índigena

Edital de convocação – Professor Reda – Educação Profissional – Capital e interior

Secretaria da Educação do Estado realiza sorteio eletrônico da Educação Profissional

sorteio suprof

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia realizou, nesta quarta-feira (20), o sorteio eletrônico da educação profissional, no auditório da Secretaria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). São ofertadas mais de 11 mil vagas para o ano letivo de 2016, em 37 cursos técnicos de nível médio, distribuídos nos Centros Estaduais e Territoriais de Educação Profissional e seus anexos, de 62 municípios baianos. A consulta pode ser feita, com o número do CPF, no Portal da Educação.

O sorteio foi acompanhado pela promotora de Justiça, Maria Pilar Menezes, do Ministério Público da Bahia, e Sérgio Guerra, vice-presidente do Conselho Estadual de Educação.

Márcia Santana de Jesus, 23 anos, foi uma das contempladas e irá fazer o curso técnico em Secretaria Escolar, no Ceep em Gestão de Negócios e Turismo Luiz Navarro de Brito, em Salvador. “Estou muito surpresa com o resultado porque esta é uma grande oportunidade de me qualificar e ingressar no mundo do trabalho”, comemora a ex-estudante da rede estadual, que concluiu o ensino médio em 2010.

Para Lucimara Bastos Santos, 22 anos, que também foi beneficiada de forma aleatória no sorteio, esta chance veio no momento certo. “Estou desde 2011 tentando passar no vestibular para o curso de Nutrição e fazer o curso técnico em Alimentos vai ser um diferencial na minha carreira, pois, a partir dele poderei ingressar no mercado de trabalho. Além disso, também vai me proporcionar uma base para quando eu estiver futuramente na universidade cursando Nutrição”, destaca Lucimara, que vai estudar no Centro Estadual de Educação Profissional da Bahia, localizado em Salvador.

Matrícula
A matrícula dos estudantes contemplados ocorre de 25 a 27 de janeiro, conforme calendário de matrícula da Secretaria da Educação do Estado e deve ser feita no Centro de Educação Profissional ou anexo, para os quais os alunos foram contemplados. No ato da matrícula, o estudante deverá apresentar originais e cópias do CPF, do Histórico Escolar, da Cédula de Identidade e do comprovante de residência. Para o candidato que optou, na inscrição, pelo rendimento escolar, deverá apresentar documento que comprove a veracidade da média final declarada. As aulas começam no dia 15 de fevereiro.

Veja a lista de contemplados por município:

Contemplados município-SANTA MARIA DA VITÓRIA

Secretaria da Educação prorroga prazo para inscrição da Educação Profissional

educar-para-transforrmarA Secretaria da Educação do Estado da Bahia prorrogou para o dia 12 de janeiro, o prazo para as inscrições dos cursos técnicos de nível médio, na forma de articulação subsequente, da Rede Estadual de Educação Profissional. São oferecidas 11 mil vagas destinadas para quem já concluiu o ensino médio e quer fazer um curso técnico. As inscrições são feitas, exclusivamente, no Portal da Educação.

Para o ano letivo de 2016, são ofertados 37 cursos, distribuídos nos Centros Estaduais e Territoriais de Educação Profissional e seus anexos, de 62 municípios baianos. O candidato, no ato da inscrição, deverá fazer a opção para um único município, Centro de Educação Profissional, curso e turno. O sorteio eletrônico será no dia 20 de janeiro, no auditório da Secretaria da Educação, localizado no Centro Administrativo, em Salvador.

Este ano, 50% das vagas serão destinadas aos candidatos com maiores notas em Língua Portuguesa e Matemática no último ano do ensino médio ou nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As notas devem ser especificadas no ato da inscrição e, depois, comprovadas no ato da matrícula.

Matrícula
A matrícula dos estudantes acontece no período de 25 a 27 de janeiro, no Centro de Educação Profissional ou anexo, para os quais os alunos forem contemplados. No ato da matrícula, o estudante deverá apresentar originais e cópias do CPF, do Histórico Escolar, da Cédula de Identidade e do comprovante de residência. Para o candidato que optou, na inscrição, pelo rendimento escolar, deverá apresentar documento que comprove a veracidade da média final declarada.